Enem 2014

Enem 2014 Inscrições

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado em 1998 pelo Ministério da Educação (MEC). O Enem vinha sendo utilizado como ferramenta para avaliar a qualidade geral do Ensino Médio no país, até o ano de 2009, ano em que o exame ganhou um novo formato, sendo atualmente a principal forma de ingresso no ensino superior.

Com esse novo formato a concorrência para as vagas disponibilizadas pelos programas que usam a nota do Enem como base para seleção, só vem crescendo. O número de inscritos bate recorde edição após edição. Não é por menos, pois as notas do ENEM 2014 poderão ser utilizadas em processos seletivos que ofertam vagas em cursos do ensino superior, programas do Governo Federal e na obtenção do certificado de conclusão do ensino médio.

De acordo com o desempenho nas provas do Enem 2014, o estudante poderá se inscrever no SISU 2014 (Sistema de Seleção Unificada) e concorrer a vagas em instituições públicas, participar da seleção do PROUNI 2014 (Programa Universidade para Todos) e tentar uma bolsa de estudo em instituições privadas, participar do Ciências sem Fronteiras, que promove intercâmbio no exterior para alunos de graduação e pós-graduação.

Inscrições Enem 2014

No ano passado, o prazo de inscrições foi de 28 de maio a 15 de junho, sendo cobrado o valor de R$ 35,00 para se inscrever, havendo possibilidade de isenção da taxa.

O Ministério da Educação não divulgou a data de realização do Enem 2014 até o momento, inicialmente estava prevista a realização de duas edições para o Enem em 2014, conforme anunciado pela Presidente Dilma, e objetivo de Fernando Haddad, ex-ministro da educação. No entanto, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, descartou a possibilidade de haver duas edições do Exame Nacional do Ensino Médio para os estudantes em 2014. De acordo com ele, o foco do MEC neste momento é aperfeiçoar e consolidar o Enem e, não, realizar duas edições anuais do exame.

Para maiores informações, assim como para exercitar seus conhecimentos você pode acessar o portal do ENEM e baixar as versões digitais dos cadernos de questões das edições anteriores. Baixe também os gabaritos e confira seu desempenho.

Veja aqui mais sobre o Enem 2014.

Enem 2014 obrigatório foi aprovado por Comissão do Senado

Enem 2014: Foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado o projeto de lei que pretende tornar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) obrigatório a todos os estudantes que concluem a educação básica. A lei, de autoria do senador Aníbal Diniz (PT-AC), prevê que o exame seja estendido progressivamente a partir do Enem 2014 a todos os estudantes do país funcionando também como um sistema de avaliação do ensino médio.

Além disso, para evitar o uso indevido do Enem como parte de um esquema de "publicidade enganosa", o relator propõe que as escolas de nível médio sejam impedidas de adotar qualquer critério ou qualquer forma de discriminação que dificulte a participação de seus alunos no exame, escolhendo apenas os melhores para fazer o exame, a fim de aumentar a nota da escola, privando os demais alunos de prestarem o Enem.

O Enem foi criado em 1998 com o objetivo de diagnosticar a qualidade do ensino médio no país. Em 2009, o exame ganhou uma nova função que é a de selecionar ingressantes nos cursos superiores de faculdades e universidades federais. A prova antes tinha 63 questões de múltipla escolha e na sua primeira edição contou com 157.221 estudantes inscritos.

Com a nova proposta do exame, ele passou a ter 180 questões e uma redação divididas em dois dias de prova e funcionar como forma de ingresso nas principais universidades públicas do país, por meio Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e nas universidades particulares através do Programa Universidade para Todos (ProUni), além de ser requisito para conseguir o financiamento através do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

O Enem é uma prova aplicada anualmente pelo MEC, por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). O exame hoje serve não só para o ingresso na universidade, mas também para conclusão do ensino médio e para obtenção de vagas de intercambio, através do programa Ciência sem Fronteiras.

No ano passado houve o recorde de inscritos de todos os anos de historia do exame com 7.173.574 pessoas, de acordo com o Ministério da Educação. Quase 90% dos estudantes do ensino médio se inscreveram, a expectativa é de que neste ano seja batido mais um recorde de inscritos com a aprovação desta nova lei.